ANS lança Sistema de Indicadores Hospitalares

 25/10/2021

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) está lançando o Sistema de Indicadores Hospitalares (SIHOSP), plataforma para a coleta de dados desenvolvida para acompanhar o desempenho e avaliar a qualidade de hospitais que atuam no setor de planos de saúde. A iniciativa é mais uma etapa do Programa de Monitoramento da Qualidade da Assistência Hospitalar, criado para analisar e dar visibilidade a dados sobre a prestação dos serviços assistenciais e da gestão de hospitais na saúde suplementar.

De acordo com o diretor de Desenvolvimento Setorial substituto, Cesar Serra, ao disponibilizar dados sobre o desempenho dos hospitais, a ANS dá importante passo para incentivar a competição em qualidade no setor. "A escolha de um plano de saúde normalmente passa pela percepção de qualidade da rede de prestadores oferecida. A maior transparência nos indicadores voltados à qualidade da atenção à saúde empodera o consumidor e dá os incentivos corretos para o desenvolvimento do mercado", destacou Serra.

Indicadores Hospitalares

A partir desta segunda-feira, 25/10, tem início a fase de testes no sistema, a ser realizada com 16 hospitais que participaram do projeto-piloto, desenvolvido pelo Consórcio de Indicadores de Qualidade Hospitalar. Outros 360 hospitais Acreditados e Certificados estão sendo convidados para aderir ao programa e, a partir de 1º de novembro, o sistema estará liberado para o cadastramento de todos os hospitais que atuam na saúde suplementar e tenham interesse.

Serão avaliados 14 indicadores – dos quais dez são obrigatórios –, capazes de mensurar a efetividade, a eficiência e a segurança da assistência prestada aos beneficiários pelos hospitais vinculados aos seus planos de saúde.

Os indicadores de efetividade referem-se aos desfechos associados aos procedimentos realizados e à adesão de protocolos institucionais validados. Os de eficiência avaliam a qualidade e agilidade dos processos, buscando grau máximo de cuidado efetivo com os recursos disponíveis. E os indicadores de segurança do paciente avaliam as estratégias para evitar danos desnecessários.

  • Indicadores obrigatórios

  • Indicadores opcionais

O início da coleta dos dados será em janeiro de 2022 e os hospitais informarão os dados do painel geral de indicadores mensalmente. A ANS fará as análises dos resultados preliminares semestralmente e divulgação anual, conforme a metodologia de comparabilidade criada pelo Consórcio Nacional de Indicadores Hospitalares. Apenas no primeiro ano, está prevista a divulgação dos resultados preliminares após seis meses, em junho de 2022.

O Programa de Monitoramento da Qualidade da Assistência Hospitalar

O Monitoramento da Qualidade da Assistência Hospitalar é uma iniciativa que faz parte do Programa de Qualificação dos Prestadores de Serviços de Saúde (QUALISS), cujos indicadores foram desenvolvidos pelo Projeto Consórcio de Indicadores de Qualidade Hospitalar, desenvolvido em parceria com o Hospital Moinhos de Vento, via PROADI/SUS no triênio 2018/2020.

O programa é composto por três etapas de avaliação:

1ª etapa: Seleção dos hospitais privados com selo de acreditação/certificação, o que contabiliza até o momento, cerca de 376 hospitais, distribuídos em todas as Regiões do Brasil. A escolha desses estabelecimentos se deu pelo fato de já terem considerável nível de organização de processos internos e de experiência com coleta de dados em razão de seus selos de qualidade.

2ª etapa: Análise dos resultados dos indicadores gerais. Esta fase tem início em 25/10/2021 com os testes no sistema e, na sequência, com o cadastramento dos hospitais para posterior inserção dos dados relativos aos 14 indicadores.

3ª etapa: Avaliação de indicadores relacionados às cinco linhas de cuidado que refletem as mais frequentes causas de morbimortalidade hospitalar:

  • Linha de cuidado de Acidente Vascular Cerebral;
  • Linha de cuidado de Doença Coronariana Aguda;
  • Linha de cuidado de Sepse;
  • Linha de cuidado de artroplastia de quadril;
  • Linha de cuidado de câncer de mama e câncer de Próstata.

A metodologia do Programa prevê a divulgação dos resultados por estabelecimento hospitalar e de forma consolidada por meio de uma classificação por faixas avaliativas. Esse método de classificação foi desenvolvido a partir de uma revisão de literatura envolvendo principalmente três metodologias de comparabilidade de sistema de saúde internacionais. Como forma de facilitar o entendimento, a metodologia classifica os hospitais em 5 faixas de pontuação, simbolizadas por cores.

Faixa 1 Verde e Faixa 2 Azul: para os hospitais com o melhor desempenho;

Faixa 3 Amarela e Faixa 4 Laranja: para os hospitais com desempenho intermediários;

Faixa 5 Vermelha: para os hospitais com desempenho inferior.

No portal da ANS estão disponíveis todas as informações sobre os Programas de Qualificação dos Prestadores de Serviços de Saúde (QUALISS) e de Monitoramento da Qualidade da Assistência Hospitalar, com a relação dos estabelecimentos de saúde participantes e as fichas técnicas dos indicadores. Clique aqui para acessar.

Fonte: ANS


TAGS

SINDIPAR
Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Paraná

Nossa missão é atuar na defesa de direitos e interesses das empresas de saúde, coordenando e executando políticas e ações. Como representante da categoria perante a sociedade, participamos ativamente das discussões e decisões políticas, administrativas, trabalhistas e sindicais.

Saiba mais sobre o sindicato - clique aqui.

Flaviano Feu Ventorim
Atual Presidente

Nossos Canais de Contato

Redes Sociais

      

Filiação

  • FEHOSPAR
  • CNSaude