CNS FEHOSPAR

Preços de remédios para hospitais recuam, mas alta em 2021 ainda é de 10%

14/09/2021 15:59:32

Refletindo as quedas nos números da pandemia de coronavírus no Brasil, o preço de medicamentos para hospitais recuou 2,29% em agosto, na terceira queda consecutiva do Índice de Preços de Medicamentos para Hospitais (IPM-H). O número foi publicado nesta segunda-feira (13) pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas). 

Apesar da série de quedas, o índice ainda acumula uma alta de 9,93% nos últimos 12 meses. Segundo a Fipe, a queda de preços em agosto foi puxada pelos remédios para o aparelho cardiovascular (-9,91%), sistema nervoso (-8,34%), sistema musculoesquelético (-5,97%), medicamentos hospitalares para preparos hormonais (-4,84%), anti-infecciosos gerais para uso sistêmico (-3,57%) e aparelho digestivo/metabolismo (-2,29%), entre outros. 

A lista inclui medicamentos utilizados pelos hospitais em casos graves de Covid-19, como como propofol (anestésico), fentanila (analgésico) e omeprazol (distúrbios gastrointestinais), informa o R7

A variação mensal do IPM-H em agosto foi inferior aos índices IPCA/IBGE (+0,87%) e IGP-M/FGV (+0,66% no mesmo período. A diminuição também vai na contramão da alta da taxa média de câmbio (+1,84%).

Leia a matéria na íntegra no portal R7.

Voltar
hidea.com e-mail